segunda-feira, 1 de maio de 2017

Autoritarismo: O Brasil de sempre!

  


  Podemos definir autoritarismo como uma forma de governo que é caracterizada por obediência absoluta ou cega à autoridade, oposição a liberdade individual e expectativa de obediência inquestionável da população. Hannah Arendt confirma esse conceito e complementa que autoritarismo, ainda que igual ou parecido, é diferente de totalitarismo. De fato, o que se entende sobre o tema é que alguém , definitivamente, coloca sobre toda uma sociedade sua vontade, na maioria das vezes com o uso da força e da opressão. 
    No Brasil, sobretudo, no Estado do Rio de Janeiro, o que se tem observado é a vontade de governos autoritários, em alguns casos ilegítimos, utilizando de aparelhos de repressão social para calar os descontentamentos de classes distintas. Reformas são necessárias, é fato, a previdência é um problema mundial, é fato, algo precisa mudar no país, é fato, ... Ora, a máxima da administração não é liderar pelo exemplo? Então porque não começarmos as mudanças pela reforma política, tributária, parlamentar (principalmente soldos/benefícios)? Porque não utilizar um plebiscito amplo para que a sociedade opine sobre quanto deve ganhar um político? Sim, são perguntas utópicas e que provavelmente nunca serão mencionadas por um político em um debate... Contudo, pensemos, seria realmente algo utópico? Um axioma, talvez o único que realmente exista, é que se queremos mudanças, essas, precisam vir de nós mesmos...ou seja...a sociedade é quem precisa mudar e transformar a vida de qualquer corrupto ou corruptor no Brasil em um verdadeiro "enfer".

Click aqui e saiba mais sobre autoritarismo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário